Notícias/Artigos

Blog

Alimentação influencia nossa pele? Tire aqui todas as suas dúvidas!

No artigo de hoje vou contar um pouco a vocês sobre como a alimentação influencia nossa pele.

Quando definiram o genoma humano, acharam que tinham descoberto tudo e que isso ia ser a chave para a gente entender tudo o que acontece com o nosso corpo, saúde e doença.

Mas logo depois, viram que não era só isso! E que elementos do ambiente são peça fundamental no ligamento e desligamento dos genes (epigenética). Então, em 2005, definiram o termo expossoma, que significa tudo o que a gente entra em contato ao longo da nossa vida e que pode ter impacto na nossa saúde.

Em 2017, dois autores definiram o expossoma do envelhecimento cutâneo e a nutrição, ou seja, a alimentação é um desses fatores muito importantes.

E quando a gente pensa em alimentação, a gente pensa nos carboidratos, nas proteínas, nas calorias, nos minerais, nas vitaminas, mas a gente tem que lembrar da água também, que é muito importante.  Quando estamos hidratados, tudo funciona melhor, inclusive a nossa pele.

1 – Carboidratos

Tem gente, por exemplo, que gosta de consumir grandes quantidades de açúcar ou de carboidratos que vão acabar virando glicose no sangue.
A glicose tem uma propriedade diferente: quando está presente em grandes quantidades, pode reagir com as proteínas que formam os tecidos do nosso organismo, modificando essas proteínas, ela caramelizar essas proteínas.

Por exemplo: a nossa pele tem colágeno e elastina, que vão conferir a textura que a gente conhece normalmente. Quando a glicose carameliza o colágeno e a elastina, temos a flacidez, rugas, perda do contorno facial etc. Então, pense nisso da próxima vez que estiver com vontade de comer muito açúcar.

 

2 – Acne

Uma coisa que sempre me perguntam sobre o tema “alimentação influencia nossa pele” é acerca da acne. Já se sabe, por meio de estudos, que a acne pode ser modificada por conta da nossa alimentação.

Não podemos falar em alimentos que, de forma absoluta, irão causar ou melhorar a acne, para todos, porque cada indivíduo é único; então, para alguns isso vai acontecer de uma forma e para outros, de outra completamente diferente.

No entanto, o que sabemos é: toda vez que aumentamos o fator de crescimento relacionado à insulina, podemos ter sim uma maior chance de desenvolver a acne.

E quando aumentamos esse fator? Quando comemos uma dieta muito rica em calorias. Então, ao comer doces, gorduras saturadas ou tudo que tiver muitas calorias, devemos lembrar que isso pode levar a essa via metabólica, e, assim, aumentar a inflamação na nossa pele.

 

3 – Unhas e cabelos

Em relação a unhas e cabelos, o que sabemos? Que o nosso organismo prioriza tudo o que é mais importante – e unhas e cabelos são acessórios.

Chamamos isso de anexos cutâneos, então eles não são fundamentais para o funcionamento pleno do nosso organismo. Para termos unhas e cabelos saudáveis e bonitos, todo o nosso organismo precisa estar alinhado com a nossa alimentação.

Portanto, quando fazemos dieta e comemos uma quantidade reduzida de proteínas ou calorias, o cabelo e as unhas sofrem bastante esse impacto. Mas existem algumas proteínas, alguns aminoácidos, que ajudam na constituição de unhas e cabelos.

A cisteína é o principal aminoácido que forma a queratina, proteína mais abundante na nossa pele, cabelo e unhas. Alimentos ricos em cisteína, para uma pessoa que já está se alimentando da forma correta, com a quantidade suficiente de proteínas e calorias, poderia sim ter um impacto nas unhas e cabelos.

Quais são esses alimentos? Cebola, alho, couve de Bruxelas, nozes, amêndoas e alimentos de origem láctea. Todo eles têm uma grande quantidade de cisteína que vai ajudar a formar a queratina da nossa pele, cabelo e unha.

 

4 – Vitamina C

Uma coisa que precisamos entender é: temos processos oxidativos no nosso organismo. Respiramos e produzimos radicais livres e eles serão combatidos por um sistema que existe no nosso organismo: produção de substâncias antioxidantes.

Uma das coisas que funcionam nesse sentido é a Vitamina C. Então, quando ingerimos produtos ricos em Vitamina C, como frutas e verduras, temos o favorecimento desse mecanismo limpador no nosso organismo.

Porém, quando comparamos a Vitamina C que usamos de forma tópica na nossa pele e a Vitamina C que ingerimos, vemos que os resultados da aplicada na pele são superiores aos resultados que temos quando consumimos.

Isso porque, quando usamos na pele, isso vai contribuir para melhorar a oxidação que está acontecendo na pele. E, quando ingerimos, teremos um sistema mais amplo desse mecanismo, então não teremos tanto impacto na somente na pele.

Acompanhe esse vídeo e tire suas dúvidas!

https://youtu.be/tahT7zTy7Jc

 

Lembre-se sempre

Não podemos nos esquecer que a pele é o maior órgão do nosso organismo e é o nosso cartão de visitas. Para termos uma pele saudável, precisamos de um organismo saudável.
Precisamos lembrar que uma forma de conseguir isso é por meio da alimentação; então se não estamos bem alimentados, não estamos bem nutridos, e isso vai aparecer primeiro na nossa pele.
Se você gostou desse conteúdo, procure o seu dermatologista e discuta esses assuntos com ele.

Ainda tem dúvidas sobre como a alimentação influencia nossa pele? Fale comigo na rede social ou pelo whatsapp e mande a sua pergunta! Me siga também no Instagram.

Gostou ? Compartilhe!

Sem Comentários

Deixe um Comentário