Notícias/Artigos

Blog

A Medicina do Esporte e a Nutrologia são duas especialidades que se complementam. A arte de orientar um exercício para um atleta amador ou profissional, ou simplesmente criar uma oportunidade para quem quer iniciar suas atividades físicas, ou melhorar seu corpo, passa por um profundo conhecimento de informações técnicas e científicas nos segmentos de atividade física, composição corporal, alimentação e suplementação, que a maior parte dos profissionais não tem.

Diante dessa demanda, dois professores da área médica, referência dentro das suas especialidades, Daniel Kopiler – Medicina do Esporte, e Guilherme Giorelli – Nutrologia, resolveram reunir seus conhecimentos, e criar o “Simpósio Brasileiro de Nutrologia no Exercício e no Esporte – NUEEX” em 2018. O Simpósio foi um enorme sucesso que resolveram fazer a segunda edição.

O II Simpósio Brasileiro de Nutrologia no Exercício e no Esporte – NUEEX 2019 reuniu personalidades de todo o Brasil, com vasta experiência na área, que apresentarão o que há de mais moderno dentro da sua especialidade.

O NUEEX 2019 foi realizado no período de 8 a 9 de novembro de 2019, no JW Marriott Hotel, Rio de Janeiro, RJ.

Coordenei essa mesa de Nutrologia e Dermatologia, foi muito interessante e elogiadíssimo esse painel!

Espero que mais e mais médicos dermatologistas se conscientizem da importância dos aspectos nutrológicos da pele! Para os que já sabem e querem aprender mais, nos vemos no Nutronaderma!

 

LEIA MAIS

Foi um prazer falar sobre Anatomia da Unha na pós graduação de cirurgia oncológica para dermatologistas do Hospital Albert Einstein hoje pela manhã! Foi um prazer contribuir! Amei palestrar! Obrigada pelo convite!

Sobre a anatomia da Unha:

O nome técnico da unha é aparelho ungueal. Ele é formado por:
– Lâmina ungueal (a unha propriamente dita);
– Leito ungueal, pele que fica logo abaixo da lâmina;
– Matriz ou fábrica da unha;
– Tecidos periungueais.

Localiza-se na ponta dos dedos das mãos e dos pés e sua principal função é proteger a região de traumas e choques. Também tem a missão de defesa e serve para apreender objetos, tem importância ornamental e o seu aspecto pode até mesmo revelar doenças sistêmicas.

A cutícula é uma estrutura de pele mais grossa que margeia toda a parte aderida da lâmina ungueal. Ela forma uma espécie de selo e não deve ser removida. Sua função principal é justamente a de impedir a entrada de substâncias e micro-organismos que possam penetrar e atingir a matriz ungueal.

LEIA MAIS

Olá, como você está? Vamos conversar sobre unhas fracas e quebradiças?

Um dos pontos característicos de uma mulher é a unha. Afinal, quem não gosta de estar sempre linda e com as unhas incríveis para compor o look?

Mas, infelizmente, muitas mulheres sofrem com unhas fracas e quebradiças.

Pior ainda: muitas delas acabam colocando unhas postiças ou fazendo outros procedimentos que podem atacar ainda mais as unhas.

Para diminuir os danos para as unhas fracas e fazer com que elas cresçam mais fortes, belas e saudáveis, existem algumas dicas de o que você deve ou não pode fazer de maneira alguma nas unhas.

3 dicas básicas para unhas fracas

1 – Use creme hidratante para suas mãos e unhas

Sempre que retirar o esmalte, hidrate as unhas com um creme específico. Isso é importante para diminuir a agressão dos produtos que existem nos esmaltes (sim, eles agridem suas unhas).

2 – Fortaleça as unhas com bases e óleos próprios

Uma das dicas para unhas fracas e quebradiças é usar óleos específicos e bases fortalecedoras. Eles podem nutrir as suas unhas.

Mas tome cuidado: repare muito bem na fórmula desses óleos e bases, preferindo os que têm minerais, cálcio e vitaminas (como a B5, por exemplo).

3 – Use o removedor de esmaltes em vez da acetona

Gente, vamos combinar uma coisa: se você tem unhas fracas, não use acetona porque é uma química agressiva e piora a situação da sua unha frágil.

O removedor tem a composição certa para tirar os esmaltes sem agredir suas unhas frágeis e ainda pode te ajudar a hidratá-las.

Outras 6 dicas para unhas fracas

Além do que já falamos aqui para quem tem unhas fracas e quebradiças, também existem outros pontos super importantes para te ajudar nessa missão.

O vídeo ali em cima fala mais desses pontos e eu te explico em detalhes sobre cada um. Mas aqui vai um resumo do que você vai encontrar por lá:

1 – Hidrate as cutículas em vez de removê-las.

2 – Quem faz algum trabalho manual, precisa ter as unhas curtas; prefira o corte reto e com leve arredondamento nos cantos.

3 – Ao limpar as unhas, não use a espátula para que elas não descolem; prefira as escovinhas próprias para isso.

4 – Caso tenha colocado unhas postiças e suas unhas tenham ficado verdes, faça um tratamento porque essa coloração acontece por conta de uma bactéria.

5 – Caso você tenha contato com produtos químicos, use luvas de pano por baixo e borracha por cima.

6 – Tome cuidado com as diferenças de PH dos produtos (variando de um ácido para um básico, por exemplo), porque isso pode acabar com a queratina da sua unha.

Isso é tudo por hoje! Quer mais informações para ficar sempre linda e arrasando por aí? Continue me acompanhando aqui no blog e nas redes sociais.

LEIA MAIS

Em Gramado, participei do IV Simpósio Internacional de Cabelos e Unhas, e dividi o meu conhecimento sobre a Cirurgia da Unha com os meus colegas.

Tive a oportunidade de apresentar a minha experiência com cirurgia da unha para os meus colegas dermatologistas. Falei sobre os tumores BENIGNOS do aparelho ungueal

O evento foi muito proveitoso e foi uma honra e uma alegria palestrar junto com colegas renomados, como os doutores Nilton di Chiacchio e Nilton Gioia. Agradeço o convite mais uma vez para participar de ambos os eventos!

E então, tem alguma dúvida sobre o assunto? Fala comigo no Facebook ou Instagram e vamos conversar sobre tumor na unha. Te espero no próximo artigo!

LEIA MAIS

É comum ver o Sol brilhar o tempo inteiro no nosso país tropical e é esse clima que faz com que as praias lotem no verão. Mas você já parou para pensar em como se proteger do Sol?

E não estou falando só de quando vai à praia, mas também nos momentos em que precisa sair para resolver alguma situação ou fazer qualquer outra atividade.

Sempre que você sai, você se expõe ao Sol e isso é ruim para a sua pele; por isso a proteção diária é importantíssima!

O horário correto para pegar sol é antes das 10h e após as 16h, mas a gente sabe que o tempo quente é um estímulo extra para as atividades ao ar livre.

Porém, isso demanda cuidado extra com queimaduras, desidratação, câncer de pele e outros problemas.

Para aproveitar o clima sem colocar a saúde em risco, criei uma listinha com 8 dicas para se proteger do Sol. Confira!

8 dicas para se proteger do Sol

1 – Aplique o protetor solar antes de sair de casa. O corpo leva pelo menos 30 minutos para absorver o produto;

2 – Aposte em filtros solares com alto FPS, principalmente para as crianças;

3 – Reaplique o filtro solar toda vez que entrar na água ou quando suar demais. O ideal também é utilizar novamente o produto dentro de 2 ou 3 horas;

4 – Use chapéus, bonés e óculos de sol, que ajudam a evitar catarata e outras lesões nos olhos;

5 – Bebês e crianças podem usar roupas de proteção solar. Filtros solares só a partir dos 6 meses;

6 – Na praia, procure usar guarda-sóis e se abrigar na sombra;

7 – Aumente a ingestão de líquidos;

8 – Aplique um bom hidratante para manter a quantidade de água na pele.

Importância de se proteger do sol

A radiação ultravioleta pode atingir uma camada superficial da sua pele (a epiderme), mas a radiação infravermelha e a luz visível atingem sua derme.

Isso interfere no seu colágeno – proteína que dá firmeza para a sua pele – e faz com que você sofra com o envelhecimento antes da hora.

Um outro ponto é que a luz visível pode piorar ou até desencadear várias doenças na pele, como melasma (manchas), alergias e urticária.

Antes das 10h ou depois das 17h, você pode pegar aquele solzinho para formar a vitamina D e também aproveitar os outros benefícios que o Sol traz para o corpo.

Mas entre esses horários, os raios solares podem prejudicar muito a sua pele – não só o rosto, como também o corpo.

Por isso, use o protetor solar todos os dias e aproveite essas dicas de como se proteger do Sol para ter uma pele saudável, jovem e iluminada.

Tem alguma dúvida? Deixe um comentário que eu te ajudo!

P.S.: Leia também este artigo sobre melanoma e saiba mais sobre esse câncer de pele.

LEIA MAIS

No dia 26/10, palestrei em Belo Horizonte sobre a cirurgia da unha. O tema da minha aula era “Cirurgia Ungueal: como minimizar cicatrizes”.

Durante a palestra, enfatizei o fato de que várias doenças das unhas causam alterações do aspecto e que, muitas vezes, a cirurgia devolve o formato normal.

Em alguns outros casos, a cirurgia preserva o aspecto habitual das unhas e somente na minoria das vezes ocorrem sequelas e elas, em geral, são discretas.

Cirurgia do aparelho ungueal: como minimizar cicatrizes?

Este foi o tema da minha palestra na Quarta Reunião Científica da SBD MG 2019/2020. A programação reuniu renomados palestrantes em diferentes áreas de Minas Gerais e do Brasil. Foi uma programação científica imperdível e amei participar!

Se você não foi nesse ano e perdeu a palestra sobre cirurgia de unhas e como minimizar as cicatrizes, pode fazer duas coisas:

1. Sempre me acompanhar aqui no blog com informações importantes sobre unhas e cabelos.

2. Ir ao próximo evento da SBD em seu Estado.

E aí, quando vamos nos ver? Para ter um contato mais direto comigo, pode me acompanhar nas redes sociais.

LEIA MAIS

Alguns problemas precisam ser tratadas com a cirurgia da unha. Em geral isso acontece nos casos de unha encravada, unha dolorosa, unha em telha (que é um tipo especial de unha encravada), faixa escura na unha e quando está indicado fazer biopsia da unha.

Dor

A principal dúvida que surge é sobre a dor. Os pacientes têm medo de sentir dor e evitam a cirurgia até o limite por esse motivo.

Solução: Podemos realizar a cirurgia de unha sob sedação ou anestesia geral, no centro cirúrgico de um hospital, no caso de pacientes muito sensíveis e crianças. De qualquer forma, fazemos uma anestesia muito efetiva, semelhante ao bloqueio que o dentista faz para obturar os dentes antes e depois do procedimento. A cirurgia de unha em si é indolor e, utilizando os medicamentos que indicamos, o pós operatório é relativamente tranquilo, com bom controle da dor.

 

Deformidade

Algumas doenças que exigem cirurgia da unha são destrutivas por si só e espera-se uma sequela, independentemente da cirurgia. No entanto, de uma forma geral e – desde que realizada por um cirurgião familiarizado com esses procedimentos – a cirurgia não costuma deformar a unha! Ao contrário: em muitos casos, ela devolve o formato original da unha que estava alterado em consequência da doença.

 

Tempo de recuperação

Isso é super individual! Geralmente esse tempo varia de 3 a 15 dependendo do tipo de cirurgia da unha que foi feito. Para unhas encravadas, só para se ter uma ideia, temos pelo menos 5 cirurgias diferentes que podem ser realizadas. O retorno às atividades costumeiras, esporte etc, é de aproximadamente 15 a 30 dias, mas o retorno ao trabalho em geral é muito mais precoce, com a maioria dos indivíduos podendo voltar em 2 dias, dependendo da cirurgia realizada.

 

Curativos

Os curativos devem ser feitos diariamente após limpeza vigorosa com água e sabonete apenas! Alguns pacientes insistem em usar água oxigenada e outros produtos! Isso pode atrapalhar a recuperação e não aconselho! O primeiro curativo eu sempre faço no consultório, em geral, no dia seguinte. Alguns procedimentos sangram mais e é necessário aguardar um ou dois dias sem mexer no curativo antes de trocar!

 

Sangramento

É normal acontecer o sangramento depois de uma cirurgia da unha. Orientamos o que fazer nesses casos individualmente, pois depende do dedo e do tipo de cirurgia realizado. Em geral, um curativo com uma leve compressão resolve esse problema. É preciso aguardar o tempo do nosso organismo. A maioria das cirurgias da unha sangra, no máximo, até o terceiro dia. Depois esse problema não acontece mais!

 

Antibióticos

A cirurgia da unha é em um local considerado contaminado. Albergamos muitos microorganismos nessa região e, portanto, o risco de infecção não é desprezível. Por esse motivo é necessário utilizar antibióticos na maioria dos casos para que não haja infecção do local operado.

 

Ficou com alguma dúvida? Manda para cá que a gente responde!

Espero que tenham gostado!!

LEIA MAIS

6º Simpósio de Cabelos e Unhas da SBD-RJ aconteceu nos dias 04 e 05 de Outubro de 2019. E o local de encontro foi o Hotel Prodigy Santos Dumont.

Sim, neste ano foram 2 dias de congresso cheios de novidades sobre esse universo.

A parte da manhã do congresso foi dedicada a ensinos de técnicas cirúrgicas por vídeo e a apresentação detalhada das cirurgias dos aparelhos ungueais:

Anestesia e instrumentos cirúrgicos;

– Onicocriptose;

– Retroníquia;

– Melanoníquia – biopsia;

– Melanoma in situ.

Além de casos desafiadores e Como se trata.

Já na parte de cabelos, foram os vídeos didáticos que tomaram conta do evento, mostrando os principais procedimentos que são realizados nos consultórios.

Esses procedimentos são tratamentos complementares e de diagnóstico de doenças no couro cabeludo, como:

– Microagulhamento;

– Mesoterapia;

– MMP;

– Biopsia guiada por tricoscopia.

Uma novidade em no Simpósio de Cabelos e Unhas 2019 foi a premiação dos trabalhos com temas sobre unhas e cabelos, trazendo maior contribuição para a área científica nacional.

Além disso, também o evento também contou com casos desafiadores da cosmiatria, novas perspectivas sobre alguns problemas do dia a dia e talk show.

Quem foram os palestrantes?

Além dos especialistas da região, o 6º Simpósio de Cabelos e Unhas também contou com convidados de outros Estados para engrandecer ainda mais a discussão e promover maiores trocas de experiência.

Esse ano, eu também tive a honra de participar do evento e, além de passar adiante a minha experiência na área de unhas e , também pude aprender muito com outos palestrantes.

No Painel de Cosmiatria – Módulo UNHAS, falei sobre a Suplementação Oral no Tratamento das Unhas.

Tive a oportunidade de moderar um módulo sobre Dicas Práticas de Consultório, com excelentes colegas de profissão, onde cada um pode contribuir com sua experiência.


O que eu achei da experiência?

Bom, até postei na minha página do Facebook uma foto com outros palestrantes e falando do quanto eu achei fantástico estar com pessoas incríveis que estiveram no evento!

Foi demais passar conhecimento e aprender com pessoas tão dedicadas a estudar e melhorar técnicas e procedimentos dessas duas áreas.

Se você não conseguiu ir esse ano, aconselho que não perca o próximo para saber muito mais sobre Cabelos e Unhas com quem entende do assunto.

Ah, e se você quiser participar do próximo simpósio de Cabelos e Unhas da SBD-RJ, pode acompanhar o site do evento e ficar por dentro.

P.S.: Se você participou do 6º Simpósio de Cabelos e Unhas e quer emitir o seu certificado, é só clicar neste link.

 

LEIA MAIS

Doença da pele relativamente comum, crônica e não contagiosa.

É cíclica, ou seja, apresenta sintomas que desaparecem e reaparecem periodicamente.  Sua causa é desconhecida, mas se sabe que pode estar relacionada ao sistema imunológico, às interações com o meio ambiente e à suscetibilidade genética.

Acredita-se que ela se desenvolve quando os linfócitos T (células responsáveis pela defesa do organismo) liberam substâncias inflamatórias e formadoras de vasos. Iniciam-se, então, respostas imunológicas que incluem dilatação dos vasos sanguíneos da pele e infiltração da pele com células de defesa chamadas neutrófilos, como as células da pele estão sendo atacadas, sua produção também aumenta, levando a uma rapidez do seu ciclo evolutivo, com consequente grande produção de escamas devido à imaturidade das células.

Esse ciclo faz com que ambas as células mortas não consigam ser eliminadas eficientemente, formando manchas espessas e escamosas na pele. Normalmente, essa cadeia só é quebrada com tratamento. É importante ressaltar: a doença não é contagiosa e o contato com pacientes não precisa ser evitado.

É frequente a associação de psoríase e artrite psoriática, doenças cardiometabólicas, doenças gastrointestinais, diversos tipos de cânceres e distúrbios do humor. A patogênese das comorbidades em pacientes com psoríase permanece desconhecida. Entretanto, há hipóteses de que vias inflamatórias comuns, mediadores celulares e susceptibilidade genética estão implicados.

Promovida pela Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), a Campanha Nacional de Conscientização da Psoríase, aberta oficialmente em outubro, visa combater o preconceito e melhorar a qualidade de vida das pessoas portadoras da doença. Para isso, desde 2016, a entidade elabora ações anuais de esclarecimento para mostrar que os pacientes podem conviver com a doença – considerada crônica sistêmica, autoimune e não contagiosa –, que afeta a pele de cerca de 3% da população mundial.

A entrevista concedida a Camila Barbieri para o programa Viver é Melhor sobre PSORÍASE. A dra Tatiana Gabbi explica sobre preconceito, fala sobre a doença, diagnósticos diferenciais, tratamento e acompanhamento.

 

Fonte: SBD | www.psoriasetemtratamento.com.br

LEIA MAIS