Notícias/Artigos

Blog

Nesse artigo nós vamos falar especificamente da melanoníquia estriada, que são aqueles riscos escuros nas unhas que aparecem de uma hora para a outra. 

O significado disso é que uma mancha (ou uma pinta) surgiu na fábrica da unha e, agora, a fábrica está produzindo uma unha escura naquele ponto, por isso vemos uma linha ou uma faixa de unha escura. 

Nos adultos, principalmente quando acima dos 50 anos de idade, presente em unha única e naqueles de pele clara, devemos lembrar que esse é um sinal que deve ser sempre examinado por um médico dermatologista, que tenha familiaridade com as doenças das unhas. Isso porque, em algumas situações, isso pode indicar a necessidade de fazer a biópsia no local. Geralmente, essa  biópsia não deixa sequelas. 

A biopsia é indicada em adultos, pois pode sinalizar coisas como: micose, reações medicamentosas, mas também o melanoma. Através da biopsia, podemos ter o diagnóstico preciso dessa lesão. Nesse vídeo eu mostro os principais sinais de gravidade em adultos.

 

E os riscos nas unhas das crianças?

No caso de crianças, os riscos nas unhas são um pouco diferentes: a maioria deles desaparece com o tempo de seguimento e só há gravidade quando a faixa começa a alargar com o passar do tempo. Sinais que são suspeitos em adultos, não são suspeitos em crianças. 

Então, geralmente, o que é feito para crianças é o acompanhamento seriado, com fotografias. Nós vamos fotografando, com e sem dermatoscopia, e acompanhamos para ver se esses riscos nas unhas estão com a tendência de alargar ou com a tendência de esmaecer, desaparecer e ficar mais finos.

Se for o segundo caso, não faremos procedimentos cirúrgicos, vamos só acompanhar e é muito frequente que essa mancha tenda a desaparecer com o passar do tempo.

Caso os riscos nas unhas alarguem, aí sim nós iremos estudar a possibilidade de fazer uma biópsia para que os pais fiquem mais tranquilos.

 

Imagens dos riscos nas unhas

Eu vou deixar aqui uma imagem para todos poderem entender como é essa mancha, que pode aparecer em crianças. E apresento também o seguimento clínico de um paciente meu de 8 anos de idade. A primeira e a segunda imagens foram feitas com o intervalo de um ano. E isso nos mostra que houve uma redução importante do calibre e da cor da lesão, que se tornou bem mais clara durante o acompanhamento.

Esse aspecto demonstra benignidade e, nesse tipo de caso, não há a necessidade de fazer procedimentos cirúrgicos ou biopsias, podemos só manter o acompanhamento clínico. 

Caso tenha dúvidas, pode mandar aqui nos comentários!

LEIA MAIS

O nosso assunto de hoje são os cuidados com as unhas nessa fase de pandemia do COVID-19 e também da quarentena.

Nesse texto eu vou dar dicas pra você que tem unhas fracas e pra você que não tem unhas fracas, mas que também quer fazer uma assepsia correta das suas mãos e sabe que algumas coisas que você faz ou deixa de fazer podem impedir ou atrapalhar a limpeza adequada das mãos.

Devido à Pandemia do COVID-19, no dia 23 de Março, todos começamos uma quarentena, para evitar que o vírus se espalhe, principalmente para o grupo de risco que são os idosos e pessoas com doenças crônicas.

Mas e quem convive com idosos ou com quem tem doença crônica? O que fazer? Ter cuidados com as unhas e mãos é essencial. Confira algumas dicas agora!

 
Cuidados com as Unhas: como evitar que o vírus se espalhe

O primeiro ponto que eu queria discutir com vocês sobre os cuidados com as unhas é em relação a remoção de cutículas e esmaltação. Pessoal, não. Essa é uma fase para deixarmos as nossas unhas em paz, então evite fazer isso em casa.

Aproveite esse momento para deixar as cutículas crescerem, e também ficar sem esmaltação. Isso vai facilitar muito na limpeza; a gente sabe que o vírus tem alta aderência e que os esmaltes descascados facilitam essa aderência.

Então, é importante remover o esmalte com um removedor apropriado, não acetona, retirar todo o excesso e aproveitar para hidratar mãos e unhas antes de dormir, porque todos estamos usando bastante álcool gel e sabonete.

Sabemos que essa prática é fundamental para a nossa proteção, mas pode levar a ressecar e fragilizar as unhas, mesmo das pessoas que não têm unhas fracas. Então: não retire as cutículas, hidrate e mantenha as unhas curtas.

 
E os alongamentos de unhas?

Esse é um ponto muito importante, eu já falei em vários vídeos sobre como os alongamentos de unhas podem danificar a estrutura do leito ungueal por mecanismo de alavanca.

Quando você está com a unha muito comprida, e bate a ponta da unha, aquilo transmite uma força muito grande para o leito ungueal, o que pode facilitar o surgimento de:

Micose;
● Infecções bacterianas;
● Atrapalhar muito a limpeza correta;
● Dificultar a apreensão dos objetos etc.

Se você me acompanha no instagram (@dratatianagabbi), já deve ter percebido que eu não sou fã das unhas compridas, pelos motivos expostos acima. E, além disso, existe um motivo extra! Você sabia que os médicos que fazem cirurgia no centro cirúrgico não devem ter unhas compridas? E porquê? Por que atrapalha muito na hora de fazer a desinfecção das unhas e das mãos!

Portanto, nesse momento, não devemos deixar as nossas unhas compridas.

Ter cuidados com as unhas é essencial! É claro que dá trabalho, mas você vai ter bastante tempo para cuidar das suas unhas, favorecendo a saúde como um todo!

Lembre-se de mantê-las aparadas, sem esmalte, não retirar as cutículas e hidratá-las antes de dormir.

Eu espero que vocês tenham gostado. Se vocês gostou, compartilhe com as pessoas que você ama e, se tiver dúvidas, deixe nos comentários. Até a próxima, um beijo!

 

LEIA MAIS

Se os seus cabelos estão cada vez mais ralos, provavelmente você está se perguntando se calvície tem tratamento. A resposta é: sim. Continue lendo que eu vou te ajudar com informações importantes sobre o assunto! 

A perda de cabelos tem impacto significativo na aparência, e pode ser fonte de preocupação para homens e mulheres. A alopecia androgenética, também conhecida como calvície, é um problema que pode levar à perda total ou parcial dos cabelos.

Embora seja mais comum no sexo masculino – estima-se que 80% dos homens com mais de 80 anos sofram do problema, de acordo com a SBD – ela também pode afetar as mulheres. Nos homens, a perda de cabelo tende a se concentrar no topo do couro cabeludo.

Nas mulheres, é mais difusa, com preservação da área de implantação dos fios. Isso quer dizer que, em geral, não vemos entradas nas mulheres, mas os fios ficam mais finos e espaçados e podemos até enxergar o couro cabeludo através deles.

A boa notícia é que, hoje em dia, há inúmeras opções de tratamento. Quer conhecer as alternativas? Continue comigo até o final!

 

Calvície tem tratamento, mas sempre consulte um dermatologista!

A proteção natural da nossa cabeça é o cabelo, que age como filtro solar e nos protege de problemas como frio e traumas. Uma curiosidade é que, geralmente, temos aproximadamente 150 mil fios de cabelo.
O cabelo cresce 0,35mm todos os dias (a cada 24 horas, mais especificamente) e ele é programado para trocar os fios no período de 3 – 5 anos, mas isso depende da pessoa também.

Para algumas pessoas, esse quadro não acontece da forma esperada e isso acaba sendo frustrante e afetando a autoestima. Vários fatores podem ser responsáveis por isso e nem toda perda de cabelos é igual! A alopecia androgenética é uma das doenças que leva a perda de cabelos e é por esse motivo que eu recomendo consultar um dermatologista! Ele fará uma investigação das características e das prováveis causas do problema.

 

Algumas opções de tratamento para calvície

1 – Medicamentos
Dentre as opções terapêuticas estão os medicamentos de uso local (como soluções de minoxidil e 17 alfa estradiol), orais (como a finasterida) e antiandrógenos sistêmicos (como a ciproterona e espironolactona e, mais recentemente, o minoxidil oral).

2 – Laser e microagulhamento
Existem também técnicas com aplicação de lasers e microagulhamento com e sem uso de medicamentos. Todas essas técnicas podem ser utilizadas para estimular o crescimento dos fios. Nos casos mais acentuados, o transplante capilar pode ser indicado com resultados cada vez mais naturais!

3 – Transplante capilar
O transplante capilar retira folículos capilares dos locais com maior quantidade de fios (que esteja saudável e sem indício de problema genético) e os realoca para a parte cabeça que sofreu com a queda capilar. Isso funciona bem no sexo masculino porque nos homens há uma diferença entre o tipo de cabelo que fica no topo da cabeça e na região próxima a nuca (área doadora).

Como saber se você tem calvície mesmo?
Geralmente, os sinais de calvície podem aparecer nas pessoas de 20 até 30 anos, mas também podem começar a se manifestar a partir dos 15 anos (já que a puberdade aumenta a quantidade de hormônios).

Listei 8 sinais da calvície para observar em casa (mas existem outros, por isso procure um especialista se observar algo de anormal na sua rotina capilar):

01. Os cabelos demoram mais a crescer e ficam mais finos.
02. A raiz do cabelo fica mais fraca e cai, não crescendo novos fios no lugar.
03. Para os homens, a queda do cabelo começa com aumento das “entradas” e logo depois vai para as partes central e superior.
04. Para as mulheres, a queda dos fios começa na parte central e segue para as laterais superiores.
05. Menor volume de fios. Para as mulheres com cabelos mais compridos, principalmente, caso haja uma diminuição no volume, é importante consultar um dermatologista.
06. Toda pessoa tem um limite comum de fios para perder, que varia entre 100 a 120 fios por dia. Caso você esteja perdendo um volume maior do que esse e sem reposição, procure ajuda de um especialista.
07. Verifique se na sua família existe o histórico de perda de cabelo, já que a calvície também pode ser hereditária.
08. O couro cabeludo aparente também pode ser uma forma de descobrir a calvície; então, se o seu cabelo estiver molhado e você perceber que algumas regiões do couro cabeludo aparecem, provavelmente está ficando calvo.

 

Causas da calvície

Você já sabe que calvície tem tratamento, mas mesmo assim é possível que esteja se perguntando qual o motivo da queda dos fios. E eu vou te mostrar agora algumas possibilidades.
1 – Hereditariedade
Uma das razões para a perda de cabelo, como já falei aqui, é a genética. Esse é um dos motivos mais comuns para a queda dos fios e, geralmente, é o tipo mais difícil de evitar.
Caso alguém da sua família tenha ficado calvo, é bem provável que você desenvolva a calvície também. Por ser mais complexo, é importante ficar de olho e procurar um especialista assim que começar os sintomas.

2 – Alimentação
Já falei várias vezes nos meus vídeos do Facebook que a alimentação influencia diretamente na pele e cabelo.
O pior é que, hoje em dia, muitas pessoas não cuidam da alimentação por não ter tempo; a maioria come produtos industrializados, que faltam nutrientes e proteínas, interferindo diretamente nos fios.
A alimentação não leva a alopecia androgenética ou a calvície, mas pode colaborar com a piora da doença, uma vez que gera queda de cabelos (eflúvio). A presença de eflúvio descontrolado em alguém com calvície pode piorar bastante o aspecto geral dos cabelos, fazendo a doença parecer pior.

3 – Inflamação crônica associada a caspa
Você pode estar pensando agora: “Mas eu sempre lavo os meus cabelos, me alimento bem e não tenho histórico familiar de calvície. Como estou perdendo os fios?”
Nem sempre a higiene incorreta é feita por causa de desleixo, mas pode ser por um enxágue superficial, acúmulo de restos de produtos, oleosidade etc.
Então, procure verificar se você tem oleosidade excessiva do couro cabeludo ou presença de caspa. Caso você tenha esse problema, é mais um dado que o dermatologista irá levar em conta na hora de começar um tratamento para você!

4 – Estresse
Ao descobrir uma doença, traição, acidente ou alguma outra situação que gere uma carga emocional muito alta, isso pode levar a aumento de hormônios do estresse e influenciar no ciclo capilar!
É claro que o estresse isolado não pode ser o único responsável pela queda dos fios, mas ele pode ser um deflagrante e, assim como a má alimentação, sob o efeito do estresse, é possível que o seu cabelo comece a cair.

5 – Hormônios
Alterações hormonais também causam queda de cabelo e isso acontece em várias fases da vida (principalmente na adolescência, como já falei aqui) e esse pode ser um fator para a perda dos fios. Muitas vezes, podemos até descobrir problemas mais sérios através dos cabelos!

6 – Uso demasiado de remédios
Alguns tipos de medicamentos têm efeitos colaterais e um deles pode ser queda de cabelos – como os anticoagulantes, antidepressivos ou remédios para pressão, por exemplo.
A calvície pode piorar os sintomas com o uso de algumas medicações. Nunca se esqueça de contar para o seu dermatologista todos os medicamentos em uso!

7 – Hipotireoidismo
Ao não ter um funcionamento correto da tireóide, é comum que alguns hormônios não sejam produzidos na quantidade ou na forma correta. Alguns deles são essenciais para o seu metabolismo e podem interferir no crescimento dos seus fios.

Então, se você suspeita que tem hipotireoidismo, procure um endocrinologista para confirmar esse diagnóstico e começar um tratamento correto, fazendo a suplementação com iodo.

Calvície tem tratamento, mas é importante se cuidar!

Tome as atitudes necessárias para evitar a queda dos fios, mas caso isso não seja possível e você esteja sofrendo com a perda de cabelo, tome uma atitude primordial:

Converse com um especialista em cabelos, confira o melhor tratamento para o seu caso e recupere sua autoestima e confiança.

Nesse vídeo eu explico um pouco melhor sobre a queda de cabelos ou eflúvio que, como dito no texto, pode piorar o aspecto da calvície! Assista e entenda melhor sobre os vários problemas diferentes que podem surgir nos cabelos!

 

LEIA MAIS

Nesse texto eu vou explicar como esses vegetais auxiliam a nossa saúde, então se você quiser entender melhor, é só continuar lendo!

Frutas e legumes são extremamente ativos na manutenção da saúde do intestino e também da nossa pele. Temos no nosso organismo algo que é conhecido como eixo intestino-cérebro-pele. Isso quer dizer que esses órgãos se comunicam de diversas formas e, muitas vezes, uma ação em um deles, pode levar a uma reação nos outros.

Sabemos que os alimentos podem influenciar na saúde do intestino e, portanto, também são capazes de influenciar a saúde da nossa pele e até mesmo o nosso humor e como a gente pensa, por exemplo!

Frutas e legumes, como um todo, são ricos em fibras e polifenóis. E por que isso é importante? Porque as fibras e polifenóis são substratos, ou seja, alimentos para as bactérias boas intestinais que vão produzir os ácidos graxos de cadeia curta.

Mas o que são esses ácidos graxos de cadeia curta? O grande exemplo que temos é o butirato que é conhecido daqueles que fazem academia! Talvez você mesmo já tenha ouvido falar desse tipo de suplementação, que a gente pode fazer!
 
Entre as vantagens dos ácidos graxos de cadeia curta tempos:

1. aumento das bactérias que são importantes para o intestino, por manter a sua saúde e funcionamento!

2. ação anti inflamatória no intestino e, em órgãos distantes, como a pele!

3. Melhora das doenças auto imunes e inflamação como um todo.
 

As frutas cítricas, que são ricas em flavononas, são importantes porque são metabolizadas pela microbiota, absorvidas no cólon (que é a parte mais distal do intestino grosso) e a fermentação vai proporcionar o surgimento das bactérias mais importantes para o intestino, que são os lactobacilos e também as bifidobactérias intestinais. Com isso temos a melhora da função de barreira do intestino e, por serem ricas em vitamina C, uma ação antioxidante no organismo como um todo, que se reflete também na nossa pele.

Os óleos vegetais, sobretudo o azeite de oliva e as azeitonas, possuem substâncias que interferem na proliferação das bactérias boas do intestino e reduzem o espaço entre as células do intestino, reduzindo a absorção de toxinas presentes nos alimentos e outras substâncias que não são interessantes para nós. Isso tudo se traduz para a pele como uma ação fotoprotetora, afinal essas substâncias possuem antioxidantes naturais, e uma redensificação da pele, que se torna mais firme!

Suco de uva, uva e vinho são ricos em resveratrol, outro suplemento bem conhecido por sua ação na longevidade celular, tanto na pele como em outros órgãos! Essa substância também tem uma ação antioxidante e anti-inflamatória.

 

O que são carotenoides?

Precisamos mencionar também os alimentos ricos em carotenoides, substâncias que dão cor amarela, laranja ou vermelha a alguns legumes e frutas! O amarelo, por exemplo, é a cor da luteína que está presente no milho. O licopeno, presente no tomate, é responsável pela cor vermelha e assim por diante.

Todas essas substâncias vão ser convertidas em um tipo de vitamina A que ativa o mecanismo de transformação de células de defesa (linfócitos T) em um tipo específico, que é chamado de T regulador. Esses linfócitos T reguladores têm a capacidade de aumentar a nossa tolerância a substâncias exógenas. Com isso, as doenças autoimunes poderiam ser moduladas no sentido de um maior controle dessa tendência.

Então, entre outras, ao consumir esses vegetais você teria as seguintes vantagens: aumento da função de barreira do intestino, aumento da produção de linfócitos T reguladores e na pele, a tão desejada diminuição da degradação do colágeno. Além disso, o licopeno como alguns já devem saber possui um importante efeito fotoprotetor.

Pessoal, era isso! Comam sempre frutas e legumes! Não deixem de fazer isso todos os dias, e, de preferência, em todas as refeições. Um beijo e até a próxima!

LEIA MAIS

Os adereços de carnaval podem causar problemas na pele e até mesmo nos olhos. No Bem Estar, o oftalmologista Renato Neves e a dermatologista Tatiana Gabbi e consultora Márcia Purceli deram dicas e falaram sobre os cuidados nesses dias de folia.

A primeira dica é: use filtro solar! Se optar pelos filtros coloridos para ‘brincar’, não esqueça de aplicar o protetor convencional antes. Quem vai curtir o carnaval ao ar livre pode optar pelo filtro solar infantil, que tem alto fator de proteção e é mais resistente à água. Outra proteção bem-vinda é o chapéu – incrementa a fantasia e bloqueia o sol.

Na hora de se preparar para a festa, as pessoas abusam da maquiagem, tinta, purpurina e até tatuagem. Evite maquiagens de baixa qualidade para não ter uma alergia. E nada de compartilhar seus produtos, para não correr o risco de compartilhar vírus e bactérias. Tinta no corpo só se tiver no rótulo o aviso: testado dermatologicamente.

Use um pó compacto antes de aplicar a purpurina. E não durma com ela no rosto. Para tirar, use demaquilante. Passe suavemente, para não irritar ou machucar a pele. Tatuagem temporária também está liberada, só fique atento a um possível processo de alergia. Cabelo colorido também pode! Os sprays saem com água e não agridem o fio.

Evite rasteirinhas e chinelos no carnaval. A melhor opção é aquele tênis confortável.

E o que está proibido? Lente de contato artificiais. Segundo o oftalmologista, essas lentes são muito grossas e tem curvatura única, diferentemente das lentes compradas em óticas e farmácias. Se quer usar lente diferente, consulte um médico. Nada de colocar purpurina nos olhos também. Se cair dentro dos olhos, pode riscar a córnea e provocar uma lesão. E óculos no sol só se tiver proteção UV.

Assista aqui o vídeo na íntrega!

Fonte: Bem Estar | www.globo.com

LEIA MAIS

No dia 14 de fevereiro, tive a oportunidade de participar na Pós graduação de Nutrologia do Hospital Albert Einstein, com a aula de Evidências da Nutroterapia nas doenças de pele! É um prazer e uma honra contribuir com a formação dos futuros nutrólogos!

 

Sobre o Curso
O programa do Curso de Pós-Graduação em Nutrologia tem metodologia ativa, baseada em teoria e prática com estudo de casos clínicos, estágio observacional e simulação realística. Concebido com o objetivo de capacitar o médico para aprimorar seu atendimento, senso crítico e atuação na resolução de patologias Nutrológicas.

A proposta é ampliar o conhecimento sob o ponto de vista da assistência à saúde e da qualidade de vida do paciente considerando a integralidade do ser humano. Assim, o aluno terá subsídios para indicar a melhor terapia nutrológica para cada situação, bem como monitorizar e manejar as possíveis complicações de maneira correta afim de colaborar com um resultado clínico favorável.

LEIA MAIS

Olá, eu sou a Dra. Tatiana Gabbi, médica dermatologista e especialista em unhas, cabelos e pele. Hoje quero falar com você sobre os cuidados com pele – em especial, antes de passar maquiagem. Vamos lá?

Os cuidados com pele são, frequentemente ignorados – principalmente pelas mulheres, que costumam passar maquiagem. Mas será que isso te atrapalha tanto como dizem?

Sim. Não higienizar ou hidratar a pele corretamente pode criar vários problemas na pele.

Um deles é o acúmulo de sujeira, que obstrui os poros e faz com que cravos e espinhas apareçam. Outro problema frequente da falta de cuidados com pele é o envelhecimento precoce.

E esses problemas são ainda maiores se você passa a maquiagem e não faz a higienização da forma correta. Quer saber como evitar isso? Fique comigo até o final.

 

Cuidados com pele: rotina manhã e noite

Antes de te contar como preparar a sua pele para uma boa maquiagem, quero te mostrar como fazer os cuidados com pele de manhã e de noite.

Se você usar esses produtos todos os dias na ordem que vou te passar, as chances de ter problemas de pele serão bem menores.

Manhã

1 – Gel de limpeza ou sabonete

2 – Águas termais ou mists

3 – Hidratante

4 – Sérum antioxidante

  • Você pode usar um protetor contra radiação infravermelha, luz azul e poluição.

5 – Filtro solar complementar

Para passar maquiagem, você pode usar o Primer logo depois do filtro solar e depois então a base. Mas se você quiser ser mais econômica, pode usar o BB cream – só se for uma maquiagem leve.

 

Noite

Para a noite, você pode seguir alguns produtos anteriores, mas com algumas diferenças:

1 – Gel de limpeza ou sabonete

2 – Águas termais ou mists

3 – Tônico, ácidos ou esfoliantes químicos

4 – Retinol (só se não for usar o ácido)

5 – Sérum antioxidante

  • Você pode usar um protetor contra radiação infravermelha, luz azul e poluição.

6 – Hidratante

7 – Filtro solar complementar (caso vá sair de casa à noite)

 

Como preparar a pele para a maquiagem?

 

 

É necessário investir em cuidados com pele antes da maquiagem também, independente de já ter feito isso durante a manhã ou na noite anterior, antes de dormir.

Mas para ficar um pouco mais explicativo e menos extenso, fiz um vídeo com essas dicas. É só clicar em cima do vídeo e aprender um pouco mais sobre os cuidados com pele antes de continuar lendo o artigo.

Pronto. E aí, vamos para os cuidados com pele? Independente de usar maquiagem ou não durante o dia, é importante seguir o que vou te falar a seguir.

 

7 cuidados com pele se você passa maquiagem

1 – Identifique qual é o seu tipo de pele – normal, seca ou oleosa – e use o produto de acordo com ele.

2 – Higienize sua pele do jeito certo – siga os passos que falei aqui e no vídeo.

3 – Remova a maquiagem, sempre – use os produtos corretos para isso, que é o demaquilante, mesmo antes de higienizar.

4 – Use o tônico facial – ele ajuda na limpeza da pele de forma profunda, tirando as sujeiras que outras fases dos cuidados com pele não alcançaram.

5 – Esfolie o seu rosto – faça isso frequentemente caso sua pele seja oleosa, já que a esfoliação pode remover as células mortas da pele e incentivar a renovação das células e do colágeno.

6 – Use protetor solar sempre – independente de ter sol ou não, os raios ultravioletas estão sempre lá e podem provocar câncer de pele. Por isso, a proteção solar é tão importante.

7 – Hidrate a sua pele todos os dias – um dos cuidados com pele mais importantes é a hidratação. Isso porque ela protege a pele e faz com que ela cumpra as funções da forma certa; você pode fazer isso com hidratantes tópicos, sejam fluidos ou pesados. Além disso, tome 2 litros de água por dia, que é o recomendado para o bom funcionamento do corpo.

 

E então, ficou com alguma dúvida? Deixe um comentário lá no meu Facebook.

LEIA MAIS

O tumor glômico é uma lesão ungueal extremamente dolorosa que pode ser visualizada como uma mancha vermelha, arroxeada ou azulada.

Nesse caso, observe a mancha azul junto à parte branca na base da unha a esquerda. Trata-se de um tumor benigno da região da ponta do dedo que, frequentemente, pode ficar embaixo da unha.

A cirurgia não costuma deixar sequelas quando é feita por um profissional experiente e desde que o tumor não tenha lesionado a matriz (fábrica) da unha.

Veja abaixo a unha depois do procedimento!

LEIA MAIS

Atendo no meu consultório em São Paulo, mas dedico uma parte substancial do meu tempo ensinando as futuras gerações.

Faço parte do corpo clínico do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP, uma instituição centenária e exemplar. Sou muito grata à minha profissão, meu ikigai. Que todos possam ser felizes e plenos e que vivam em paz e harmonia.

Feliz dia do dermatologista para todos os meus colegas!

Sobre a SBD

Com quase 10 mil dermatologistas em atividade, cuidando da saúde e do bem-estar de milhões de pessoas em todo o Brasil, a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) lançou um minidocumentário que destaca a formação profissional e ética desses especialistas comprometidos com a qualidade do atendimento em diferentes frentes da dermatologia como a clínica, a cirurgia e a cosmiatria.

O vídeo faz parte das comemorações pelo Dia do Dermatologista (5 de fevereiro). Não deixe de assistir!

 

Fonte: SBD | Sociedade Brasileira de Dermatologia

LEIA MAIS

Você conhece a função das unhas e por que elas são importantes para o seu corpo? Entenda tudo agora!

A função das unhas vai muito além de apenas beleza ou estética. As unhas podem indicar enfermidades ou determinadas condições do seu corpo.

O outro nome dado para as unhas é “lâminas ungueais”. Elas são placas córneas das células mortas, sendo resistentes, compactas, translúcidas e formadas, principalmente, por queratina.

A queratina é uma proteína que ajuda na formação de várias estruturas do corpo humano. Mas a queratina que compõe as unhas é diferente da que encontramos nos cabelos e nas camadas superficiais da pele.

Quer saber mais sobre a função das unhas? Então, você pode ler este artigo e ver o meu vídeo sobre o assunto.

 

Função das unhas: como ela é formada afinal?

Suas unhas se formam ainda durante a fase em que é um embrião, na 9ª semana da gestação, aproximadamente, e depois disso não param de crescer.

Cada uma das suas unhas possuem uma raiz na dobra da pele em sua base, junto com a cutícula. Assim, as células especializadas se multiplicam sem interrupções, secretando e acumulando camadas grossas da queratina no interior.

Quando as novas células são fabricadas, as antigas abandonam o que é chamado de matriz e acabam morrendo. Mas a nova composição de queratina da unha continua se movimentando para a ponta do dedo, já que a raiz / matriz germinativa não para de trabalhar.

 

Qual é a função da unha afinal?

A maior função da unha, diferente do que muitos pensam, é proteger as extremidades dos seus dedos – tanto da mão quanto do pé.

Além disso, as unhas também compõem alguns movimentos de apreensão nos objetos miúdos e aumentam a sensibilidade da sua polpa digital.

Ou seja: as unhas ajudam a pegar e usar objetos mais finos, delicados e pequenos, como os alfinetes, por exemplo.

Dizem que, nos nossos antepassados, a função das unhas também era para ser usada como garra de animais, ajudando na autodefesa.

Quer saber sobre a função das unhas de uma forma mais completa? Então, veja o vídeo que eu fiz para ajudar você especialmente nesse assunto:

 

Até a próxima!

LEIA MAIS