As coreanas são praticantes da yuri pibu, cuja tradução seria “pele de vidro” (glass skin), por meio do k-beauty (skincare coreano): uma extensa rotina de cuidados com a pele que compreende uma dupla limpeza e um método de hidratação em várias camadas.

O resultado é uma pele brilhante e radiante, que se tornou popular na internet e viralizou no Instagram no fim do ano de 2017 e que, cada vez mais, origina tutoriais com até 11 passos de cuidados com a pele.

No artigo de hoje, vamos discutir o que realmente funciona e o que fazer para simplificar essa rotina de cuidados com a pele!

 

Será que são necessários tantos passos?

A resposta é depende.

Existem vários produtos que acumulam funções e dispensam a necessidade das 7 camadas do tutorial original do k-beauty.

Além disso, como veremos a seguir, para obter tal resultado algumas pessoas irão necessitar de pequenas intervenções, como aplicação de lasers, peelings e tratamentos com toxina e preenchedores.

 

O que é importante para obter a glass skin?

A radiância é a propriedade física que permite que a pele absorva e reflita a luz. A qualidade da radiância é influenciada por fatores, tais como: arquitetura da pele, quantidade de pigmentos vermelhos e marrons, colágeno, hidratação, presença ou não de inflamação etc.

O envelhecimento da pele, por meio da flacidez, tem um impacto importante, alterando a regularidade da textura da pele e, portanto, levando a uma menor reflexão da luz. Isso faz com que a pele se torne opaca e sem brilho!

Portanto, a limpeza diária da pele, acompanhada de hidratação, são fundamentais para mantermos as características originais de glow que a pele jovem tem.

O médico dermatologista pode ajudar bastante, detectando inflamações, pigmentos e alterações no relevo cutâneo, manifestas como rugas e flacidez.

 

O que fazer então?

Lave o rosto diariamente duas vezes ao dia com um produto de limpeza adequado ao seu tipo de pele, um hidratante, use proteção contra a poluição e filtro solar de amplo espectro, que proteja não só da radiação ultravioleta (raios solares), mas também do infravermelho (calor) e da luz visível (precisa ter cor).

À noite, retire toda a maquiagem e poluição do rosto! Lave muito bem a pele depois de usar o demaquilante e hidrate com produtos adequados. Sempre visite um médico dermatologista que irá orientar essa rotina de forma mais personalizada, fará o exame preventivo anual para detectar o câncer de pele e poderá detectar e tratar doenças de pele!!!

 

LEIA MAIS

Esse é um assunto que venho estudando há alguns anos e me levou a fazer uma pós-graduação em nutrologia pela Associação Brasileira de Nutrologia (ABRAN) no ano de 2017.

Também foi tema de duas das minhas palestras mais recentes.

Uma no fim de março, no Rio de Janeiro, durante o 2º Simpósio de Envelhecimento da SBD, e outra, no início de abril, em São Paulo, durante o III Simpósio de Cabelos e Unhas da SBD- Regional São Paulo.

Vários suplementos podem nos ajudar, seja no envelhecimento da pele, seja no tratamento de alterações de cabelos e unhas.

No entanto, nenhum desses compostos tem a capacidade de resolver milagrosamente todos os problemas de forma definitiva e, na realidade, faz parte de uma estratégia de tratamento.

Essa estratégia precisa (entenda isso) ser individualizada porque ninguém é igual ao outro, nem geneticamente, nem em termos de exposição ambiental.

Cabe ao médico, juntamente com o paciente, estabelecer quais suplementos farão parte dessa estratégia (e, talvez, para que ela seja bem-sucedida, o paciente deva incluir algumas mudanças de estilo de vida, como incorporação de hábitos e abandono de alguns vícios).

E é por isso que não tenho como responder às perguntas: “Que creme é bom para não envelhecer?” ou “O que preciso tomar para o meu cabelo parar de cair?”.

Tudo isso depende de quem pergunta e de uma conduta que será elaborada a partir de uma avaliação ou consulta médica, feita no lugar apropriado para isso, que é o consultório.

Seguem fotos dos eventos que participei e espero que eu tenha esclarecido algumas das dúvidas de vocês sobre esse tema.

No meu Instagram @dratatianagabbi eu falo bastante sobre esse assunto e tenho alguns vídeos esclarecedores sobre o assunto. Me segue lá!

LEIA MAIS

Falei sobre a síndrome das unhas fracas recentemente para a revista Claudia.

Nessa entrevista expliquei sobre as bases com formol e sobre aquelas que contêm aminoácidos, antioxidantes e fibras.

As bases com formol têm uma indicação precisa: unhas amolecidas, por curto período e sempre associadas à hidratação.

Já as bases com aminoácidos e fibras promovem um endurecimento imediato, porém passageiro das unhas.

Elas funcionam como um “calço” que dá suporte aos tijolinhos que formam as nossas unhas.

E as bases de formol promovem um aumento da espessura da unha, que só é interessante quando as unhas são finas e amolecidas.

Essa ação do formol se faz com perda de água, e isso piora ainda mais a fragilidade (ou seja, a descamação) das unhas.

Eu já falei sobre esse assunto aqui no blog. Leia mais aqui e aqui.

Para ler a reportagem da revista Claudia na íntegra, clique aqui.

LEIA MAIS

Hoje estive no Panorama da TV Cultura juntamente com a Dra. Juliana, do Hospital AC Camargo, discutindo questões referentes aos cuidados com a pele no verão.

Foi uma experiência incrível nos estúdios da TV Cultura e fiquei extremamente feliz por ter participado.

Achei o programa bastante esclarecedor, pois falamos sobre uma série de mitos que envolvem o tema, como o uso do filtro solar e a questão da vitamina D, por exemplo.

O resultado você confere neste link.

Seguem fotos do programa.


LEIA MAIS

A convite do UOL, fui à praia Riviera de São Lourenço, em Bertioga, fazer uma palestra ao vivo no Espaço Viva Bem sobre fotoproteção, na sexta-feira passada.

Você pode conferir o vídeo neste link.

Iniciei a palestra falando sobre as características das lesões malignas e sobre a necessidade de proteger a nossa pele quando nos expomos ao sol.

Afinal, um dos fatores de risco mais importantes para o surgimento do câncer de pele é justamente a radiação ultravioleta!

Na sequência expliquei um pouco sobre o Verão Laranja, campanha da Sociedade Brasileira de Dermatologia que visa esclarecer a população sobre os mitos e verdades da exposição solar, além de orientar e incentivar o diagnóstico precoce do câncer de pele.

Falamos, também, sobre a vitamina D e como fica essa situação quando usamos filtro solar.

Segundo um estudo conduzido pela SBD, os níveis de vitamina D não sofrem com a exposição solar protegida, apenas ficam baixos quando o paciente realmente evita o sol.

Fechei a palestra esclarecendo algumas dúvidas comuns de consultório sobre pele e cabelos.

Falei sobre queimaduras solares e o cabelo verde que pode aparecer após banhos de piscina.

Foi muito legal ter participado e espero que vocês gostem do vídeo. Seguem fotos do evento.

LEIA MAIS

No sábado dia 22/12/18, eu concedi uma entrevista para o Fernando Andrade da rádio CBN acerca do tema Dezembro Laranja da SBD.

Pelo quinto ano consecutivo, a Sociedade Brasileira de Dermatologia, apoiada pela Associação Médica Brasileira e pelo Conselho Federal de Medicina, conduz a campanha do Dezembro Laranja, que alerta para os riscos do câncer de pele. O slogan da campanha esse ano “se exponha mas não se queime”, faz uma analogia com as redes sociais. A ideia é mostrar que é possível aproveitar o que o sol tem de bom e, ao mesmo tempo, evitar os seus efeitos nocivos.

A campanha

A ação teve início já no primeiro dia do mês quando 4 mil médicos dermatologistas e voluntários foram mobilizados para atender gratuitamente cerca de 30 mil brasileiros que procuraram os 132 postos de atendimento espalhados por vários estados do país. Já é o vigésimo ano que essa campanha preventiva busca sinais de câncer de pele na população e a orienta no sentido de evitar o problema. Já fizemos mais de 500 mil consultas gratuitas e orientações nessas ocasiões.

Câncer de pele

O câncer de pele não melanoma responde por 30% de todos os cânceres e estima-se que teremos 165.580 casos novos no ano de 2018. A mortalidade desse tipo de câncer felizmente é baixa. Em 2015 foram 1958 mortes. Já o melanoma, mais agressivo, é mais raro, respondendo por menos de 3% de todos os cânceres de pele. Para você ter uma ideia isso significa 6260 casos novos por ano e cerca de 1794 mortes no ano de 2015. É importante lembrar mais uma vez que o diagnóstico precoce leva a cura em mais de 90% dos casos.

Dezembro Laranja

Esses números justificam a campanha uma vez que o câncer de pele é prevenível e principalmente, curável, se detectado precocemente. É fundamental saber como e quando se expor ao sol, bem como reconhecer os sinais de que há algo de errado com a sua pele. Esse serão os temas de nossas próximas duas publicações. Fique atento para não perder essas informações super importantes!!!

Seguem fotos e link para o site da SBD onde você encontra mais informações sobre a campanha.

Ouça abaixo ou veja no youtube.

.

 

LEIA MAIS

Ontem à noite eu participei ao vivo de uma sessão de perguntas e respostas sobre os problemas dos cabelos, na página do Facebook do Minha Vida.

O Minha Vida é um portal de saúde, e eu tenho uma coluna mensal em que discuto doenças dos cabelos e unhas. Se quiser conhecer é só clicar aqui.

A Live de segunda à noite foi bem dinâmica, durou cerca de 30 minutos e abordou uma série de dúvidas elaboradas pelos jornalistas que integram a equipe do site e também do público que prestigiou o evento.

Falamos sobre calvície, tratamentos, sinais de alerta no couro cabeludo e cabelos e abordamos, também, a saúde dos fios e o que precisa ser feito para termos cabelos mais bonitos.

Está imperdível e ainda à disposição neste link! Corra lá para ver e deixe seu like!

LEIA MAIS

Participei como coordenadora do curso pré-congresso de Cosmiatria de Cabelos e Unhas e palestrei sobre suplementação oral para unhas.

Dessa vez o congresso aconteceu em Brasília e as aulas foram muito interessantes e proveitosas, com excelente didática dos palestrantes.

No meu tema, falei principalmente da biotina e do silício, mas também abordei o uso dos peptídeos do colágeno e do ômega 3.

Na parte das unhas, discutimos a síndrome das unhas fracas, os esmaltes e os procedimentos de alongamento das unhas e seus efeitos adversos e a possibilidade de melhora estética de doenças ungueais crônicas ou que sofreram traumas.

Já na parte dos cabelos, falou-se sobre o intemperismo capilar e cosméticos capilares, além das próteses capilares e a perda de cabelos por tração.

O intemperismo capilar é um assunto fascinante e será tema do nosso próximo post, mas aqui vai um spoiler: trata-se de tudo que está no ambiente e pode danificar o fio.

Os grandes vilões são: o sol, o ato de pentear e tracionar os fios, a limpeza excessiva, as tintas e descolorações, os alisamentos e o calor.

LEIA MAIS

A barba está na moda!

Já chamada de maquiagem do homem, a barba é capaz de adicionar personalidade à aparência deles e está fazendo cada vez mais sucesso.

No entanto, é preciso saber cuidar da barba. E é sobre isso que iremos conversar hoje.

Como alguns de vocês devem saber, essa é uma região sujeita ao surgimento da caspa, portanto é importante que aqueles que sofrem com esse problema usem um xampu anticaspa para lavar a barba diariamente.

A limpeza diária garante a higiene e evita o surgimento dessa doença, que pode impactar muito a aparência.

Outra dica é que os pelos sejam aparados periodicamente, para que todos fiquem do mesmo tamanho, garantindo um visual mais arrumado, independentemente do estilo da barba.

Pelos ásperos podem se beneficiar muito do uso de condicionadores específicos para a área.

Na falta deles, algumas linhas para a caspa contam com condicionadores para uso no couro cabeludo, que podem ser utilizados sem medo na área da barba, com a vantagem de que ainda hidratam a pele!

Querem saber mais? Confiram esta entrevista que concedi para o Jornal Zero Hora sobre esse tema.

LEIA MAIS

Pesquisadores da Califórnia isolaram um fator de virulência da bactéria P acnes, envolvida no surgimento da acne vulgar.

Depois de terem feito isso, conseguiram desenvolver uma vacina contra esse fator!

Essa vacina foi testada em camundongos e na pele humana (fora do ser humano), mostrando que ela inibe a proliferação da bactéria e a inflamação decorrente da sua presença.

Ainda restam inúmeras perguntas acerca de qual o real papel desse fator de virulência e se a vacina irá realmente funcionar em humanos, reduzindo o impacto da acne inflamatória, mas os cientistas estão bastante animados diante dessa perspectiva e nós também!

Gostaram? Esse foi o tema de diversas reportagens em que participei na semana passada. Veja uma delas aqui.

LEIA MAIS