Notícias/Artigos

Blog

21 de Maio de 2020 unhas por dratatigabbi Sem Comentários

Melhor tratamento para micose: local ou oral? Veja aqui!

Oi, eu sou a Dra. Tatiana Gabbi, médica dermatologista, e hoje eu trouxe um assunto muito pedido por vocês que é sobre o melhor tratamento para micose.

Afinal, qual é a melhor forma de tratar a micose: de forma local ou oral? A resposta é: a combinação das duas formas.

Na maior parte dos casos, nós combinamos os dois tipos de tratamento para micose. O tratamento oral é imprescindível e demora cerca de 6 meses a 1 ano.

Por isso, é fundamental procurar o quanto antes o médico dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia. Porque quanto mais você espera para iniciar o tratamento, mais ele vai demorar e mais grave a micose vai ficar.

O medicamento não é tóxico, portanto, é essencial também que você limite a sua ingestão de álcool (caso você faça uso), porque isso pode prejudicar o seu tratamento. Quer saber mais? Continue a leitura!

 

O que é micose de unha?

A micose é uma infecção que é causada por fungos que podem atingir sua pele, unha e até cabelo. Esses fungos são mais frequentes em lugares com maior calor e umidade, já que essa condição é a ideal para que eles se desenvolvam.

Existem vários tipos de micose, como as tineas, candidíase e onicomicose. Essa última é a que acomete as unhas, descolando do leito e se tornando mais espessa.

A onicomicose pode tanto acometer as unhas dos pés quanto das mãos. Elas acontecem raramente na infância, mas é bem comum em pessoas com mais do que 55 anos.

Além do descolamento da unha, a onicomicose também pode fazer com que haja mudança na forma da unha e na coloração.

Geralmente, o tratamento para micose de unha é bem difícil e demora um tempo maior (como já vimos no começo do artigo), podendo ser feito com medicamento oral ou local.

 

Tratamento para micose: como prevenir a doença?

Uma das melhores maneiras de evitar esse tratamento para micose demorado, é tomando atitudes no dia a dia e melhorando os seus hábitos. Confira alguns a seguir:

– Usar apenas o próprio material ao ir à manicure;

– Secar muito bem o corpo após o banho, principalmente nas dobras (virilhas, axilas, dedos dos pés);

– Evitar um contato prolongado com a água e o sabão;

– Evitar também andar descalço nos locais que estão sempre úmidos (como vestiários e saunas, por exemplo);

– Não usar roupas molhadas por muito tempo;

– Não compartilhar roupas, bonés, escovas, toalhas, porque esses objetos pessoais podem transmitir doença;

– Não usar sapatos fechados por muito tempo, optando pelos mais ventilados e largos.
Apesar de falarmos hoje sobre o tratamento para micose de unha, essas práticas vão te ajudar a não pegar a doença de nenhuma maneira.

São hábitos simples, mas que podem prevenir a onicomicose e outras variações, já que essa doença é rápida para contrair, mas o tratamento para micose é mais difícil.

 

Outros tipos de onicomicose

É importante saber também que a onicomicose não causa apenas o descolamento da unha, mas existem outras manifestações da doença, como:

Leuconíquia: é quando ocorre uma descolocação esbranquiçada na superfície das suas unhas, que pode acontecer tanto no começo da micose como também no envelhecimento do esmalte na unha.

Paroníquia: é mais conhecida como “mão de lavadeira” e é causada pelo fungo chamado Candida, que também acontece em pacientes que têm corrimento vaginal. Esse fungo não é o principal responsável pela onicomicose, mas ajuda a piorar o quadro.

Destruição e deformidades: aqui, a unha começa a ficar quebradiça e frágil, podendo causar diversas deformidades e destruições.

 

Tratamento para micose de unha

Alguns tipos de tratamento para micose podem ser medicamentos de uso local, como: cremes, soluções e esmaltes.

Caso a unha seja acometida em mais de 30%, ou aconteça em várias unhas ao mesmo tempo, o tratamento oral também é necessário.

Como já falamos lá em cima, o tratamento varia de 6 meses a 1 ano. Vai depender muito do crescimento da unha, que geralmente é lento. Por isso, é necessário persistir para ter sucesso.

Não se esqueça de que, para fazer o tratamento para micose, é necessário contar com um dermatologista. Jamais se automedique, porque isso pode acabar mascarando os sintomas e piorando o quadro.

Além disso, não interrompa o tratamento para micose antes do tempo recomendado pelo dermatologista, mesmo que você ache que sua unha já está melhor, porque a infecção ainda pode estar na unha.

Por hoje, era isso que eu precisava falar com você sobre tratamento para micose. Espero que tenha gostado! Para ter um atendimento exclusivo sobre o assunto, mande uma mensagem aqui, para o nosso whatsapp! E para acompanhar mais conteúdos como esse, é só acompanhar e o meu Instagram.

Gostou ? Compartilhe!

Sem Comentários

Deixe um Comentário