Notícias/Artigos

Blog

Os antioxidantes e a pele

Nesse artigo falaremos sobre os antioxidantes, os nutracêuticos mais utilizados em Dermatologia.

Por que precisamos de antioxidantes?

Os radicais livres são moléculas produzidas naturalmente pelo nosso organismo, como subprodutos de reações químicas que ocorrem nas nossas células e também quando nos expomos a toxinas. Toda vez que comemos e a comida é transformada em energia, quando nos exercitamos, ou nos expomos ao sol, radiação, poluição, álcool e tabaco, nós produzimos radicais livres.

Os radicais livres têm uma química instável e tendem a se ligar às proteínas da pele, como o colágeno e elastina, degradando-as. Isso pode contribuir para o envelhecimento precoce. Os antioxidantes se ligam aos radicais livres, impedindo essa ação destrutiva!

 

O sol tem alguma influência neste processo?

Sem dúvida! Esse processo fica ainda pior quando tomamos sol, o que piora – e muito! – a produção normal desses radicais livres. Uma das formas de nos protegermos é usando o filtro solar, mas é importante ressaltar que o uso combinado de proteção solar e antioxidantes tem um efeito adicional no combate ao envelhecimento da nossa pele.

 

Fumar atrapalha?

E como! Além do sol, o tabagismo é outro fator de aumento de produção dos radicais livres. Se você fuma e não quer ter envelhecimento precoce, considere seriamente parar de fumar! Nos fumantes o tratamento com antioxidantes e proteção solar é ainda mais indicado.

 

Quais são os antioxidantes?

Muitas moléculas têm poder antioxidante, mas os mais usados são a vitamina C, a vitamina E, o licopeno e o ácido ferúlico. Outras substâncias, como a melatonina, também possuem um poder antioxidante, apesar de serem menos utilizadas –e divulgadas – com essa finalidade.

 

Como é melhor usá-los? Em forma de cremes e produtos de aplicação local ou ingeridos?

Isso depende do tipo de antioxidante. A vitamina C, por exemplo, funciona melhor para a pele quando é usada na forma de cremes, mas a vitamina C ingerida será útil para o organismo como um todo. Dependendo de cada caso, o médico poderá usar tratamentos combinados de antioxidantes locais e também ingeridos.

 

A alimentação com produtos antioxidantes é suficiente?

Uma alimentação rica em antioxidantes é super importante, porque quanto maior a disponibilidade desse tipo de molécula nós tivermos para combater os radicais livres, melhor. Dependendo da finalidade que buscamos, a alimentação rica em antioxidantes é fundamental, mas pode não ser suficiente. É importante reforçar que o nutracêutico tem as moléculas isoladas dos alimentos em alta concentração, portanto o impacto desses produtos é ainda maior do que apenas a alimentação do dia a dia.

Se tiver alguma dúvida, sugestão ou quiser me acompanhar mais de perto, pode seguir o meu Instagram, também compartilho muita informação bacana por lá. Ou entre em contato e agende a sua consulta.

 

Obrigada e até a próxima!

Postado por Tatiana Gabbi

Gostou ? Compartilhe!

Sem Comentários

Deixe um Comentário