Notícias/Artigos

Blog

Ritmo circadiano: o que é, para que serve e como manter o seu

Você já ouviu falar em ritmo circadiano? Sabia que é ele o responsável por regular todo o funcionamento do seu corpo? Veja mais neste artigo!

Todas as nossas células que compõem o nosso organismo são reguladas por um sistema inteligentíssimo. Temos um relógio biológico que, de forma natural, se ajusta e se ativa com base em sinais externos associados à luz e à escuridão.

Além disso, possuímos relógios periféricos que se ajustam principalmente com a alimentação, entre outros estímulos.

Quer saber mais sobre como funciona o ritmo circadiano e o que ele tem a ver com todo o seu dia? Continue a leitura!

O que é ritmo circadiano mesmo?

O ritmo circadiano, controlado por esses relógios biológicos, compõe o ciclo vital que controla o organismo diariamente para cumprir funções fundamentais, tais como:
– Regular a temperatura corporal;

– Equilibrar os níveis de açúcar e de hormônios;

– Além de orquestrar o sistema de regeneração e reparação celular.

Esse ritmo circadiano ou ciclo circadiano se refere ao período de 24h que o ciclo biológico que baseia praticamente todos os seres vivos.

Algumas das fortes influências no ritmo circadiano são:

– Luz

– Temperatura

– Movimento de maré

– Vento

– Dia

– Noite

Ou seja, seu corpo tem um metabolismo, que é controlado por um relógio biológico. Este, por sua vez, determina os períodos de menor ou maior energia, que têm relação direta com o ciclo escuro e claro da luz solar.

Os ciclos do ritmo circadiano são mentais, físicos e comportamentais.

Mas para que serve o ritmo circadiano?

Para regular essa atividade física, fisiológica, química e psicológica do seu organismo, que pode influenciar no estado de vigília, no sono, na temperatura corporal, na regulação das células e até na digestão.
De forma mais clara, o ritmo circadiano pode influenciar em coisas como:

– Horário de dormir

– Temperatura corporal

– Níveis de hormônio

– Estado de alerta

– Apetite

– Pressão sanguínea

– Metabolismo

Alguns dos fatores externos que influenciam no seu ritmo circadiano podem ser: exposição à luz de aparelhos eletrônicos (a famosa luz azul) em horários inapropriados, cafeína e drogas.

Ritmo circadiano dia e noite

Durante o dia, os ritmos circadianos estimulam o despertar da nossa pele, aumentando o seu potencial de autoproteção e otimizando a biotransformação de vitamina D.
Por esta razão, recomenda-se utilizar produtos cuja principal propriedade seja a ação antioxidante, pois eles exercem proteção contra as agressões de agentes externos.

À noite, os ritmos circadianos aumentam a taxa de reparação e regeneração celular, uma vez que a pele não está submetida a agressões, como a radiação UV.

Além disso, produz-se um aumento da microcirculação, gerando uma maior desintoxicação e maior aporte de nutrientes para as nossas células.

Os produtos recomendados para aplicar à noite contêm ativos que estimulam os mecanismos de autorreparação e auto regeneração da pele para, assim, ajudar a reparar os danos produzidos durante o dia.

Além desses cuidados básicos, a tecnologia já nos trouxe inovações nesse setor!
Já temos cosmecêuticos (cosméticos + produtos farmacêuticos) inteligentes, baseados na cronobiologia, que atuam em função do momento em que são aplicados na pele.

Ou seja: o mesmo produto, com os mesmos princípios ativos, poderá ter propriedades distintas em função de ser aplicado durante o dia ou durante a noite.

O que a alteração no ritmo circadiano causa?

Deixar o seu ritmo circadiano desregular pode ter algumas consequências sérias, como:

– Sonolência durante o dia

– Desempenho menor no trabalho

– Propensão maior a acidentes

– Depressão

– Ansiedade

– Pouca agilidade mental

– Maiores riscos de obesidade e diabetes

Você pode até gostar de trabalhar à noite, por exemplo, mas o ritmo circadiano entende que esse é o horário de descansar.

De acordo com a biologia do seu corpo, o horário noturno é feito para dormir e é por isso que não temos a visão noturno, olfato e audição aguçados para esse horário como alguns animais possuem.

Não sou só eu que estou falando, são as estatísticas e os acontecimentos.

Os desastres mais problemáticos da história aconteceram no horário noturno, como o acidente na Three Mile Island e o Chernobyl.

Para ter ideia, essa pesquisa mostrou que 25% a 30% dos profissionais que trabalham com turnos alternados têm crises de insônia ou sonolência em excesso.

Algumas dicas para manter o seu ritmo circadiano

A primeira de todas é: durma cerca de 7-8hs por dia e de preferência antes das 22hs.
De uma forma geral, é preferível acordar cedo do que ir dormir tarde, em termos cronobiológicos.

A segunda dica é: faça a higiene do sono evitando telas e luzes artificiais próximo do horário de dormir.

A terceira dica é: evite substâncias que podem afetar seu sono após as 16h, como álcool, nicotina e cafeína.

A quarta dica é: consuma bebidas frias, como água ou chá gelado.

A quinta dica é: se exponha à luz natural solar (claro, com proteção e em horários adequados).

A sexta dica é: tire uma soneca de 15 minutos após o almoço, se puder.

Se você tem dúvidas sobre o seu ritmo circadiano e de como isso funciona na sua pele, precisa falar com um especialista. Esse é o seu caso? Então, clique aqui e agende o seu horário!

Gostou ? Compartilhe!

Sem Comentários

Deixe um Comentário