Por mais que os sinais do envelhecimento dos cabelos já possam ser observados após os 40 anos, é possível notar que a cada década há perda de 20 a 30% da atividade dos melanócitos – as células que produzem pigmento.

Isso acontece, em geral, por volta dos 30 anos, mas pode ser mais precoce, em alguns casos.

A mudança da coloração do fios ocorre quando há perda da capacidade de pigmentação da haste pilosa e inúmeros mecanismos estão associados.

A atividade de pigmentação do fio gera uma porção de radicais livres e, para se defender deles, o melanócito aumenta algumas substâncias protetoras, como antioxidantes que sequestram os radicais livres formados.

No entanto, quando envelhecemos, esses mecanismos de defesa são reduzidos e, portanto, o estresse oxidativo que se impõe, que leva ao dano do DNA e redução da atividade das células que produzem o pigmento e até a sua destruição (morte celular programada).

A radiação ultravioleta também interfere, assim como a poluição e o tabagismo. Esses três aumentam o estresse oxidativo e impactam mais ainda nos mecanismos descritos acima.

Portanto, o cigarro tem um impacto direto no envelhecimento dos fios, sendo um grande causador dos cabelos brancos.

Dicas rápidas para reduzir os cabelos brancos

Alguns estudos apontam para a suplementação de alguns aminoácidos e antioxidantes, que poderiam ter um impacto, reduzindo o embranquecimento do cabelo.

Outras dicas que com certeza ajudam na diminuição dos cabelos brancos são:

– Reduzir o estresse;
– Aumentar o tempo de sono
– Caprichar na alimentação, evitando alimentos inflamatórios e priorizando vegetais, verduras e frutas, ricos em antioxidantes.

Quer saber mais sobre os cuidados com a sua pele e cabelos? É simples: me siga no Instagram e continue me acompanhando aqui no blog. E para ter um atendimento exclusivo sobre o assunto, mande uma mensagem aqui, para o nosso whatsapp!

LEIA MAIS