Recentemente fui convidada a falar sobre micropigmentação e técnicas de despigmentação no Domingo Espetacular. Esse post é para você, que fez micropigmentação nas sobrancelhas e detestou o resultado! É a segunda vez que participo do programa. Da primeira vez falei sobre as olheiras e seus tratamentos. Confira aqui. Aliás, temos outros posts sobre micropigmentação de olheiras, bem como participações sobre esse tema na televisão. Confira neste link. As técnicas mencionadas na reportagem são o uso do laser e da solução de salina com o auxílio do microagulhamento. Há vários tipos de laser no mercado, com preços e número de sessões que variam conforme o aparelho empregado. Consulte sempre um médico dermatologista para que o resultado desse procedimento seja satisfatório! Outras opções não citadas são os peelings e a conduta expectante (que significa aguardar, sem fazer nada, além de observar), já que a micropigmentação, quando feita de forma correta, é muito mais superficial que a tatuagem e tende a sair com o tempo. Como a reportagem é muito grande, nós fizemos um vídeo com os highligths do programa. O resultado você confere aqui neste post. Aproveite e siga o meu canal no youtube e não esqueça de curtir e compartilhar!
LEIA MAIS

As olheiras são o simples escurecimento da área em torno dos olhos?

As olheiras são alterações da cor e do aspecto da pele da região ao redor dos olhos. Várias condições diferentes podem levar ao surgimento desse quadro.

O derrame pigmentar ocorre devido à deposição de melanina, decorrente de traumas locais, como, por exemplo, o hábito de coçar os olhos.

Em pessoas com a pele muito clara é possível visualizar os vasos sanguíneos, por meio da pele fina dessa área. Pacientes alérgicos podem desenvolver bolsas embaixo dos olhos.

As olheiras são uma condição genética ou podem ser desenvolvidas ao longo da vida?

Há causas genéticas e adquiridas que contribuem para o surgimento das olheiras. Algumas famílias possuem caracteristicamente a região mais funda e escurecida, por exemplo.

O que faz alguns tipos de olheiras serem vascularizados?

As olheiras desse tipo são arroxeadas ou esverdeadas e ocorrem com visualização dos vasos sanguíneos localizados nessa região, por meio da pele fina das pálpebras inferiores.

Olheiras desse tipo são frequentemente vistas em pacientes alérgicos, que sofrem de doenças como rinites e sinusites.

A tatuagem em olheiras é um procedimento que não é reconhecido pela Sociedade Brasileira de Dermatologia?

Reconhecemos que alguns curiosos praticam essa técnica, e não a indicamos devido ao risco envolvido e por existirem tratamentos médicos consagrados para essa condição.

A tatuagem tem efeito pior em olheiras vascularizadas?

A tatuagem não deve ser feita nessa região. É uma técnica arriscada, devido à grande vascularização da área e da possibilidade de lesão do globo ocular.

Além disso, a presença desse pigmento pode inviabilizar um futuro tratamento da olheira com laser.

Como uma pessoa pode descobrir se tem alergia a pigmentos de tatuagem?

Infelizmente, na maioria das vezes, essa descoberta é feita na prática. Ou seja: o indivíduo só descobre que reage ao pigmento da tatuagem porque teve a reação.

Qual a diferença entre a tatuagem para olheiras e a micropigmentação? (No processo e na duração do efeito.)

Segundo os praticantes da técnica, a tatuagem seria definitiva e a micropigmentação não seria.

Mas, na prática, já vi muitos casos de micropigmentação que ficaram permanentes e muitas tatuagens que desbotaram ao longo dos anos.

A micropigmentação age em uma camada da pele diferente da tatuagem?

Os profissionais alegam que a micropigmentação teria uma aplicação mais superficial do que a tatuagem.

Ficou com alguma dúvida? Deixe nos comentários! 😉

LEIA MAIS