Além do risquinho escuro, que a gente já explicou em outro post, outros risquinhos podem aparecer nas suas unhas. As estrias, como são chamadas, costumam ser levemente esbranquiçadas ou amareladas, mas também podem ser avermelhadas ou não ter cor alguma. Quanto à forma de aparecimento: pode ser uma só ou várias e isso pode acontecer em várias unhas, em uma única unha ou em todas.

A aparência das estrias, a quantidade delas e a localização ajuda o especialista a fazer o diagnóstico correto do quadro, mas dois problemas se destacam por serem mais comuns!

Um deles é também chamado de onicorrexis e representa a canície ou “cabelo branco” da unha. Pode surgir com o passar dos anos e estar associado a uma atividade inflamatória presente na fábrica das unhas. Essa inflamação acontece por conta da proximidade com as articulações, em alguns casos. Esse problema pode estar associado à fragilidade das unhas e deve ser abordado como a síndrome das unhas fracas. Também temos post sobre isso aqui.

A onicorrexis se apresenta com múltiplas estrias incolores ou esbranquiçadas em múltiplas unhas. É mais comum no sexo feminino e após os 50 anos de idade, sendo extremamente frequente em mulheres acima dos 70 anos. Pode ou não estar associada à quebra das unhas, mas se não cuidarmos direitinho delas, as unhas irão acabar ficando mais fracas. O tratamento é feito com esmaltes medicamentosos e com a ingestão de vitaminas e minerais que fortificam as unhas.

No próximo post vamos explicar sobre o onicopapiloma!

LEIA MAIS