Notícias/Artigos

Blog

5 de junho de 2018 unhas por dratatigabbi Sem Comentários

Unhas inflamadas após manicure

Após a manicure, as unhas podem ficar inflamadas: qualquer um de nós está sujeito a isso, mesmo que nunca tenha acontecido antes! Sem querer, ela machuca o cantinho da pele ao redor da unha na hora de retirar a cutícula, e você fica com as unhas inflamadas.

E o pior é que muitas pessoas pioram as unhas inflamadas voltando na manicure ou fazendo o mesmo procedimento, tentando cutucar ou liberar os cantinhos com alicate ou outros instrumentos utilizados no cuidado das unhas.

Isso está errado!

Neste texto eu vou explicar o que fazer para que isso não aconteça e ensinar o que fazer se isso tiver acontecido com você.

Cuidados com as unhas dos pés

A pele ao redor das unhas dos pés está sujeita a uma série de traumas, como o impacto com o calçado, com o piso, com os outros dedos etc.

Por esse motivo, toda a vez que mexemos nessa pele delicada, corremos o risco de ficar com as unhas inflamadas.

A recomendação é que não se retire as cutículas dessa região nem se cutuque a pele ao redor das unhas dos pés.

Em algumas situações, o podólogo realiza essa remoção, mas com a técnica adequada e não simplesmente com o objetivo de retirar as cutículas.

As minhas unhas estão inflamadas após manicure. E agora?

Bem, agora você deve evitar a todo custo manipular a região machucada. Indico banhos de água morna com sal para reduzir a inflamação e o edema e massagem no sentido de liberar a pele inflamada do canto da unha.

Caso isso não melhore o quadro em 2 a 3 dias, é hora de consultar o médico dermatologista, que irá prescrever antibiótico. A medicação atuará para evitar que essa região infeccione ou leve ao encravamento verdadeiro dessa unha.

Unha encravada

Se você não cuidar das unhas inflamadas, elas podem evoluir para unhas encravadas. Caso isso aconteça, a resolução poderá ser cirúrgica.

Quanto mais cedo você procurar o especialista, mais cedo ele irá intervir e receitar medicamentos e tratamentos que levarão ao controle do quadro, sem necessidade de cirurgias mais complexas.

Lembre-se que há vários graus de unhas encravadas e vários tratamentos para elas, como tratamos neste post.

Espero que este artigo tenha ajudado você! Se gostou compartilhe nas redes sociais e conte nos comentários abaixo se isso já aconteceu com você!!!

Gostou ? Compartilhe!

Sem Comentários

Deixe um Comentário