A melanoníquia estriada (mancha escura na unha) ou sabia que poderia ser algo mais sério.

Todo mundo que tem manchas escuras nas unhas deve ser examinado por um dermatologista e fazer acompanhamento, quando indicado.

Optei em criar esse post, ultra específico, com os sinais de gravidade para que os casos mais suspeitos não fiquem soltos por aí, ok?

Volto a dizer que na maioria dos casos essas lesões são benignas! Então não há motivo para pânico! Mas há motivo para auto cuidado!

As avaliações desse tipo de quadro são melhor feitas de forma presencial!

 

Sinais de gravidade da mancha escura da unha adulta

1 – Mancha escura em uma unha só: principalmente em indivíduos brancos e acima dos 50 anos de idade

2 – Alargamento rápido: isso pode ser observado pelo paciente, através de fotos, ou a base da mancha é mais larga que a ponta

3 – Mancha a pele ao redor da unha: isso significa que a lesão localizada na fábrica da unha está crescendo

4 – Quebra da unha na ponta: as lesões que nos preocupam mais são as destrutivas

5 – Isso não se aplica a crianças: em crianças, tudo isso pode estar presente e não representar gravidade, portanto em crianças o tratamento deve ser individualizado

Espero ter ajudado! Consulte sempre um especialista! NÃO brinque com a sua saúde!

Não deixem de ler o artigo em que falamos sobre os sinais de gravidade.

Leia mais aqui e aqui também.

Caso tenha dúvidas, pode mandar aqui nos comentários ou pelo whatsapp!

 

LEIA MAIS

Nesse artigo nós vamos falar especificamente da melanoníquia estriada, que são aqueles riscos escuros nas unhas que aparecem de uma hora para a outra. O significado disso é que uma mancha (ou uma pinta) surgiu na fábrica da unha e, agora, a fábrica está produzindo uma unha escura naquele ponto, por isso vemos uma linha ou uma faixa de unha escura.

O resultado do tratamento podemos verificar na primeira foto, a unha completamente saudável.

Nos adultos, principalmente quando acima dos 50 anos de idade, presente em unha única e naqueles de pele clara, devemos lembrar que esse é um sinal que deve ser sempre examinado por um médico dermatologista, que tenha familiaridade com as doenças das unhas. Isso porque, em algumas situações, isso pode indicar a necessidade de fazer a biópsia no local. Geralmente, essa biópsia não deixa sequelas.

A biopsia é indicada em adultos, pois pode sinalizar coisas como: micose, reações medicamentosas, mas também o melanoma. Através da biopsia, podemos ter o diagnóstico preciso dessa lesão. Nesse vídeo eu mostro os principais sinais de gravidade em adultos.

 

 

 

E os riscos nas unhas das crianças?

No caso de crianças, os riscos nas unhas são um pouco diferentes: a maioria deles desaparece com o tempo de seguimento e só há gravidade quando a faixa começa a alargar com o passar do tempo. Sinais que são suspeitos em adultos, não são suspeitos em crianças.

Então, geralmente, o que é feito para crianças é o acompanhamento seriado, com fotografias. Nós vamos fotografando, com e sem dermatoscopia, e acompanhamos para ver se esses riscos nas unhas estão com a tendência de alargar ou com a tendência de esmaecer, desaparecer e ficar mais finos.

Se for o segundo caso, não faremos procedimentos cirúrgicos, vamos só acompanhar e é muito frequente que essa mancha tenda a desaparecer com o passar do tempo.
Caso os riscos nas unhas alarguem, aí sim nós iremos estudar a possibilidade de fazer uma biópsia para que os pais fiquem mais tranquilos.

 

Imagens dos riscos escuro nas unhas

Eu vou deixar aqui uma imagem para todos poderem entender como é essa mancha, que pode aparecer em crianças. E apresento também o seguimento clínico de um paciente meu de 8 anos de idade. A primeira e a segunda imagens foram feitas com o intervalo de um ano. E isso nos mostra que houve uma redução importante do calibre e da cor da lesão, que se tornou bem mais clara durante o acompanhamento.

Esse aspecto demonstra benignidade e, nesse tipo de caso, não há a necessidade de fazer procedimentos cirúrgicos ou biopsias, podemos só manter o acompanhamento clínico.

 

Caso tenha dúvidas, pode mandar aqui nos comentários ou pelo whatsapp!

 

LEIA MAIS

Não.

Nem todos os risquinhos escuros nas unhas são perigosos!

Às vezes uma batida – da qual nem nos lembramos – promove um hematoma na unha, localizado inicialmente na região abaixo da pele que a cutícula protege.

Nesse momento, não visualizamos o sangramento porque ele está ocorrendo embaixo da pele!

Pois bem, quase um mês depois, quando a unha cresce, nem nos lembramos mais que tivemos aquele trauma!

Veja a imagem de uma unha um mês depois de uma batida, da qual a paciente nem se lembrava mais e, na sequência, a mesma unha 3 semanas depois.

Como podemos verificar, na segunda imagem, a unha já cresceu e descascou, revelando que era um hematoma apenas.

 

E quando a mancha escura não desaparece?

No entanto, quando temos riscos na unha que não estão desaparecendo ou que estão mais largos e mais escuros, você deve procurar o dermatologista para serem avaliados!

Nesse caso, que a mancha não desaparece com o crescimento da unha, podemos estar diante da melanoníquia estriada, uma condição que merece uma visita ao médico!

Principalmente se está presente numa única unha. Esse assunto já foi tratado em vários posts prévios. Veja aqui.

 


Espero ter ajudado! Se tem mais alguma dúvida sobre mancha escura, mande uma mensagem aqui!

Ah, não esqueça de me seguir no Instagram para mais conteúdos importantes sobre hidratação para unhas fracas, pele e cabelos.

 

Até a próxima!

Postado por Dra. Tatiana Gabbi

LEIA MAIS

Recebi a seguinte dúvida por e-mail:

“Tenho uma mancha na unha há muito tempo e a minha mãe também. Nunca senti nada nessa unha e queria saber se por conta disso posso ficar despreocupado.”

E a resposta é:

Infelizmente, não!

É importante que tanto você quanto sua mãe sejam examinados e, de preferência, seguidos por um médico familiarizado com o problema.

Saiba que a maioria das manchas nas unhas é benigna, mas não temos como saber sem examinar e sem seguir quais são malignas e quais são benignas.

Outro dado relevante é que, quando pegamos o tumor no início, enquanto ainda está localizado, temos a chance de curar o paciente totalmente!!

Portanto não se justifica não ir ao médico nesses casos! Além disso, vemos alguns casos de melanoma em parentes, até porque a doença tem uma base genética.

Espero ter ajudado!

Não deixem de ler o artigo em que falamos sobre os sinais de gravidade.

Leia mais aqui e aqui também.

LEIA MAIS

“Tenho uma unha com uma listra preta igual às unhas com melanoma e já fazem +- 3 anos, quando eu descobri que poderia ser algo sério procurei um dermatologista. Fui em 3 dermatologistas diferentes e os 3 não pediram nenhum exame e disseram que não era nada. Então fiquei despreocupada. Mas há pouco tempo fui em uma manicure que estudou unhas e ela me falou que, sim, indicava uma doença. Então resolvi ir atrás novamente e procurar mais sobre e achei seu contato. Você poderia me informar o que eu poderia fazer? Obrigada.”

Recebo e-mails como esse diariamente. Infelizmente, o Conselho Federal de Medicina proíbe e considera antiético responder esse tipo de mensagem, por meio das redes sociais, pois entende que configura uma consulta à distância, algo ainda não permitido no nosso país. Por esse motivo, tomo essa mensagem como exemplo para orientar todas as mensagens recebidas anteriormente e aquelas mensagens que serão enviadas futuramente.

Como já disse em outros artigos e vídeos, essa mancha representa que há pigmento na fábrica da unha. Um médico familiarizado com o problema poderá indicar retirar um pedacinho para exame no microscópio (uma biopsia) ou não.

São sinais de preocupação:

  • Unha única acometida;
  • Pele clara;
  • Banda que se alarga com o passar do tempo;
  • Unha quebrada;
  • Pele ao redor manchada;
  • Idade acima dos 50 anos.

Quanto mais dessas características uma pessoa tiver, mais importante procurar o especialista!

Não precisa ter todos os sinais de preocupação presentes! Já vi melanoma em mulheres com idade abaixo dos 30 anos, por exemplo!!!! Então, se você está preocupada, faça uma consulta.

Se o médico ficar em dúvida, pode optar pelo seguimento com fotos ou pela biopsia. A biopsia consiste em tirar um pedacinho da matriz e analisar se aquela mancha é apenas uma cicatriz de um trauma ou se é uma pinta.

Caso seja uma pinta, o exame permite verificar se ela é benigna ou maligna. Se for uma pinta benigna ou uma mancha: não é necessário fazer mais nada!

Em muitos casos, as manchas podem até voltar depois de um tempo! E isso não deve ser considerado preocupante, desde que se guarde o resultado do exame para lembramos o que havia sido visto na biopsia!

Quando o exame revela algo maligno, em geral, é muito inicial e teremos que realizar uma nova cirurgia! A boa notícia é que, na maioria das vezes, conseguimos curar o paciente sem necessidade de tratamentos com quimioterapia ou radioterapia.

Por isso, se você tem uma mancha na unha, procure um especialista e fique de olho se ela muda com o passar do tempo!!

Em geral, não há remédios que possam clarear esse tipo de mancha, a não ser quando é causado por uma micose, mas isso é bem raro!!

Tem outra dúvida? Deixe nos comentários 😉

Fiz diversos posts sobre esse assunto. Veja todos eles aqui:

Até a próxima!

LEIA MAIS